+55(34)3271-4505
(34)99214-8470
(34)98893-1993
(34)99982-0644
(34)98400-8040
(34)99870-1035(EMERGÊNCIA)
Ok
Notícias
2811
Mídia do Ocidente diz que ataques terroristas são o "novo normal"

Quando ocorrem ataques terroristas, está se tornando comum ouvir-se os políticos ocidentais tentando classificar isso como o “novo normal.” O mesmo é feito por grande parte da mídia, já que boa parte dela insiste em negar a ligação das mortes com a motivação religiosa.

Sadiq Khan, o prefeito de Londres, que é islâmico, tentou fazer isso recentemente, bem como o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy no final do ano passado.

A ideia de que devemos aceitar os ataques terroristas como algo corriqueiro, como mortes causadas por acidentes de trânsito, é extremamente perigosa.

A doutrina islâmica da jihad, expansão e dawah (conversão ao Islã) dependem muito tanto do terrorismo quanto da targhib wal tarhib – doutrina islâmica que significa “seduzir e aterrorizar”.

Ela é usada como ferramenta para conquistar nações e forçar os cidadãos a se sujeitarem à sharia (Lei religiosa islâmica). A filosofia reinante é como uma manipulação das partes instintivas do cérebro, com pressões opostas extremas de prazer e dor – recompensadoras e punições exemplares. Isso gera uma espécie de lavagem cerebral para a aceitação do Islã.

Essa doutrina está presente nos livros islâmicos e no discurso dos principais sheiks como Salman Al Awda, que falou sobre o tema na TV Al Jazeera no programa “Sharia e Vida”. O clérigo recomendou o uso de extremos “para exagerar… recompensar e punir, moralmente e materialmente… nos dois sentidos”. “O uso do terrorismo segundo essa doutrina”, salientou “é uma obrigação legítima da sharia”.

Ora, a maioria das pessoas que vivem no Ocidente acreditam que o terrorismo é um ato perpetrado por jihadistas islâmicos contra não muçulmanos. Embora isso seja verdade, também é o mecanismo para garantir a obediência dentro do Islã. Segundo a lei islâmica, os fiéis que fogem do cumprimento da jihad devem ser mortos.

Está gostando desse conteúdo?

Cadastre seu email no campo abaixo para ser o primeiro a receber novas atualizações do site.

Fique atualizado! Cadastre para receber livros, CDs e revistas promocionais.

O terror acaba sendo, portanto, a ameaça que mantém os jihadistas em suas missões e ao mesmo tempo faz com que os muçulmanos comuns obedeçam a sharia.

O Islã tem usado essas técnicas de lavagem cerebral de “prazer e dor” e punições com requintes de crueldade desde seus primórdios. Enquanto a Bíblia nutre a bondade na natureza humana, o Islã faz o contrário: usa os instintos humanos de autopreservação e sobrevivência para eliminar a força de vontade das pessoas e usar da lavagem cerebral para submetê-las à obediência servil.

A doutrina islâmica de “sedução e terror” produziu uma cultura de extremos venenosos: desconfiança e medo, orgulho e vergonha, permissão para mentir (“Taqiyya”) e recusa em assumir a responsabilidade pelos seus atos.

Agora, a doutrina islâmica de targhib wal tarhib está chegando com força no Ocidente e pretende mudar sua cultura humanista. Seu objetivo declarado é substituir o respeito pelos direitos humanos, boa convivência e os valores da liberdade e da paz, por ideias como escravidão, terrorismo, tirania e medo.

O autor Nonie Darwish, um ex-muçulmano egípcio, lembrou ao Instituto Gastestone que a jihad islâmica “sempre contou com pessoas em terras conquistadas para que mais cedo ou mais tarde se rendessem, desistissem e aceitassem o terrorismo como parte da vida, como os desastres naturais, terremotos e inundações”.

Para ele, isso já está sendo defendido por líderes políticos e a mídia ocidental, que tentam convencer a população que devem viver com o terrorismo sendo o “novo normal”. Toda vez que pessoas ou organizações se levantam para denunciar são taxados de “islamofóbicos” e “xenófobos”. A falta de atitudes claras da maioria da nações ocidentais mostra que caberá ao grande público rejeitar essa noção.

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/midia-do-ocidente-diz-que-ataques-terroristas-sao-o-novo-normal/


Comentários
(*)Campos obrigatórios, e-mail e telefone não serão publicados)
Notícias de Líderes
Pastor Oseias Gomes
Pastor Julio Ribeiro
Pastor Elson de Assis
Missionário RR Soares
Pastor Samuel Ferreira
Bispo Rodovalho
Pastor Marco Feliciano
Apóstolo Estevam Hernandes
Pastor Adão Santos
Bispa Ingrid Duque
Pastor Josué Gonçalves
Bispa Cléo Ribeiro Rossafa
Pastor Jorge Linhares
Pastor Gilvan Rodrigues
Missionário David Miranda
Apóstolo Valdemiro Santiago
Pastor Silas Malafaia
Pastor Lucinho
Pastor Cesino Bernardino
Pastor Carvalho Junior
Pastor José Wellington Bezerra da Costa
Apóstolo César Augusto
Bispa Lucia Rodovalho
Pastor Reuel Bernardino
Bispa Sonia Hernandes
Pastor Paulo Marcelo
Pastora Helena Tannure
Pastor Geziel Gomes
Pastor Gilmar Santos
Pastor Hidekazu Takayama
Pastor Claudio Duarte
Pastor Márcio Valadão
Pastora Joyce Meyer
Pastor Reuel Pereira Feitosa
Pastor Abílio Santana
Pastora Sarah Sheeva
Pastor Yossef Akiva
Apóstolo Renê Terra Nova
Pastor Billy Graham
Pastor Adeildo Costa
Pastor Samuel Camara
Pastor Benny Hinn
Pastor Aluizio Silva
Pastor Samuel Mariano
Pastora Bianca Toledo
Apóstolo Agenor Duque
Notícias de Cantores
Cantora Lea Mendonça
Voz da Verdade
Cantor Kleber Lucas
Banda Oficina G3
Cantora Ludmila Ferber
Cantor Regis Danese
Cantora Elaine de Jesus
Cantora Andrea Fontes
Cantor Irmão Lázaro
Cantora Ana Paula Valadão
Ministério Diante do Trono
Cantor André Valadão
Cantora Damares
Cantora Mara Lima
Cantora Bruna Karla
Cantora Aline Barros
Cantora Rose Nascimento
Cantor Mattos Nascimento
Cantora Karen Martins
Cantora Cassiane
Cantora Eyshila
Cantora Cristina Mel
Cantora Fernanda Brum
Cantora Alda Célia
Ministério Renascer Praise
Cantor Davi Sacer
Cantor Marquinhos Gomes
Cantora Shirley Carvalhaes
Cantora Lauriete
Cantor Fernandinho
Cantora Nivea Soares